Detalhe 17.12.2007

Felipe Giaffone e Volkswagen Caminhões e Ônibus celebram título da Fórmula Truck

O piloto Felipe Giaffone, da Volkswagen Caminhões e Ônibus, é o campeão da Fórmula Truck em 2007. Hoje, em Brasília, ele chegou em quarto lugar na última etapa da temporada, acumulando 157 pontos, 24 a mais que o vice-líder Roberval Andrade. Entre as marcas, a Volkswagen Caminhões e Ônibus ficou com o título, com a marca recorde de 369 pontos, 152 à frente da segunda colocada.

Foi a primeira conquista do ex-piloto da Fórmula Indy na Truck, que neste ano fez sua primeira temporada completa na categoria, na qual estreou em 2005, fazendo apenas algumas etapas do campeonato.

O título de Giaffone veio numa temporada praticamente perfeita: quatro vitórias e outros três pódios em nove etapas. A primeira delas veio justamente na etapa mais importante do ano, em Interlagos, onde Felipe preferiu correr na Truck mesmo tendo convite para disputar sua oitava 500 Milhas de Indianápolis.

“Este foi um ano incrível, jamais poderia esperar tantas conquistas logo na minha temporada completa. Até dezembro do ano passado, estava sem nada fechado, tinha até pensado em ficar parado, trabalhando junto com minha família”, diz Giaffone.

“Fico extremamente feliz em ser campeão da Truck e, com já disse antes, espero correr aqui por mais uns 20 anos”, disse o piloto, que considerou a etapa de São Paulo como o ponto de virada para a arrancada ao título.

“A corrida em Interlagos foi um momento decisivo em minha carreira. Confesso que não sabia se havia tomado a decisão correta. Afinal, recusei correr na prova mais famosa do mundo. Mas a Fórmula Truck vive um momento fantástico, ideal para os pilotos que querem ser profissionais aqui no Brasil. Fico feliz que minha primeira vitória tenha vindo justamente naquele final de semana”, disse Giaffone.

Depois da vitória em Interlagos, o piloto levou seu Volkswagen Constellation 19.320 Titan Tractor ao primeiro lugar nas outras duas corridas seguintes, em Fortaleza e Caruaru, assumindo a liderança do campeonato para não mais perdê-la. Depois, outra vitória em Curitiba e o 2º lugar em Campo Grande deixaram Giaffone numa situação confortável para ser campeão em Brasília.

“Minha chance era muito boa, porém o automobilismo é um esporte imprevisível, por isso fiquei concentrado ao máximo para levar o caminhão até o final da prova”, afirmou Giaffone, que passou por um momento dramático na 9ª etapa em Brasília.

Um acidente no treino livre de sábado quase coloca o piloto da Volkswagen Caminhões e Ônibus no final do grid. “Eu errei o ponto de freada e bati. Mas a equipe fez um trabalho espetacular e reconstruiu tudo em tempo hábil para a classificação, algo decisivo para conseguir o título”, diz Giaffone.

A lista de agradecimentos na conquista do título foi grande. “Além da RM Competições, queria agradecer a todos na Volkswagen Caminhões e Ônibus, cujo empenho foi fundamental para vencermos esta temporada com um caminhão competitivo e também muito resistente. O envolvimento da fábrica e dos técnicos foi nosso diferencial nesta temporada”, completou Giaffone.

“O Felipe é um piloto fora de série, mostrou que chegou na Fórmula Truck para elevar ainda mais o nível de competitividade da categoria”, diz Renato Martins, campeão da Fórmula Truck no ano passado, recordista de vitórias na categoria e líder da equipe.

Hoje, em Brasília, Renato chegou a lutar pela vitória, e passou a bandeirada em terceiro lugar, concluindo a temporada na mesma posição, com 95 pontos. A Volkswagen Caminhões e Ônibus colocou três pilotos no pódio hoje, com Valmir Benavides conquistando o segundo lugar, logo atrás de Geraldo Piquet.

Com o resultado, Benavides terminou o ano na 8ª colocação. Ele entrou na terceira etapa do ano para substituir Débora Rodrigues, que está grávida e por isso ausente da Truck desde Interlagos. “Terminei o ano entre os primeiros do campeonato, venci em Goiânia e pude ajudar a equipe a conquistar os dois títulos mais importantes do campeonato. Fico com a sensação de dever cumprido”, completou “Hisgué”.

Jonatas Borlenghi também chegou a andar na 2ª colocação, mas não completou a corrida de Brasília. Ainda assim, terminou o ano entre os primeiros colocados, em 7º no campeonato, com 61 pontos.

A próxima temporada da Truck deverá começar em março de 2008.

Classificação da prova após 33 voltas: 1) Geraldo Piquet, DF (Mercedes-Benz); 2) Valmir Benavides, SP (Volkswagen); 3) Renato Martins, SP (Volkswagen); 4) Felipe Giaffone, SP (Volkswagen); 5) Leandro Totti, PR (Ford) ; 6) José Maria Reis, GO (Scania); 7) André Carreira, PR (Volvo); 8) Vignaldo Fizio, SP (Mercedes-Benz); 9) Vinicius Ramires, SP (Mercedes-Benz); 10) Beto Monteiro, PE (Ford); 11) Fabiano Brito, PR (Volvo); 12) João Maistro, PR (Volvo); 13) David Muffato, PR (Scania); 14) Regis Boessio, RS (Ford); 15) Roberval Andrade, SP (Scania); 16) Wellington Cirino, PR (Mercedes-Benz) e 17) Djalma Fogaça, SP (Ford). Não completaram a prova: Jonatas Borlenghi, SP (Volkswagen) – 17 voltas; Fred Marinelli, SP (Iveco) – 16 vts.; José Cangueiro, SP (Mercedes-Benz) – 11 vts. E Adalberto jardim, SP (Scania) – 5 voltas.
Melhor volta: Roberval Andrade 1min12s990

Classificação do campeonato: 1) Felipe Giaffone, 156 pontos; 2) Roberval Andrade, 133 pts.; 3) Renato Martins, 95 pts.; 4) Leandro Totti, 79 pts.; 5) Geraldo Piquet, 76 pts.; 6) Wellington Cirino, 76 pts.; 7) Jonatas Borlenghi, 62 pts.; 8) Valmir Benavides, 53 pts.; 9) Beto Monteiro, 36 pts.; 10) Vinivius Ramires, 36 pts.; 11) Vignaldo Fizio, 29 pts.; 12) José Maria Reis, 23 pts.; 13) Luiz Carlos zappellini, 14 pts.; 14) Diumar Bueno, 12 pts.; 15) João Maistro, 12 pts.; 16) Pedro Muffato, 9 pts.; 17) Fred Marinelli, 8 pts.; 18) Adalberto Jardim, 6 pts.; 19) Djalma Fogaça, 6 pts.; 20) André Carreira, 4 pts.; 21) José Cangueiro, 4 pts.; 22) Débora Rodrigues, 3 pts.; 23) Fabiano Brito, 3 pts.; 24) Beto Napolitano, 1 ponto.

Campeonato de marcas: 1) Volkswagen, 369 pontos.; 2) Mercedes-Benz, 217 pts.; 3) Scania, 171 pts.; 4) Ford, 135 pts.; 5) Volvo, 31 pts. e 6) Iveco, 8 pontos.