Detalhe 08.07.2008

Volkswagen inicia a maior contratação do mercado de caminhões e ônibus:mais 1.300 colaboradores em Resende

A Volkswagen Caminhões e Ônibus abrirá em setembro próximo o terceiro turno de produção na fábrica de Resende (RJ), gerando até 1.300 empregos diretos adicionais. É a maior contratação em toda a história da indústria brasileira de caminhões e ônibus. O anúncio foi feito aos empregados esta segunda-feira (7/7) às 17h por Roberto Cortes, presidente da montadora. Para chegar aos 300 veículos produzidos ao dia, a montadora investirá R$ 50 milhões até o final de 2008. Os primeiros 800 colaboradores serão contratados nas próximas semanas, a fim de receberem treinamento para o novo turno. “As contratações serão feitas pela Volkswagen Caminhões e Ônibus e pelas empresas parceiras do Consórcio Modular na linha de montagem. Nosso compromisso é atender a demanda do mercado, tanto no Brasil quanto no exterior. Mais uma vez, contaremos com a colaboração do Sindicato dos Metalúrgicos do Sul Fluminense, que apóia a iniciativa. E estamos confiantes de que a região tem a mão-de-obra de que precisamos”, explica Roberto Cortes, presidente da Volkswagen Caminhões e Ônibus. Hoje, a fábrica de Resende conta com 4.500 colaboradores, e monta 220 veículos ao dia. Inaugurada em novembro de 1996, começou suas operações com apenas 220 empregados em um turno, montando um único veículo ao dia. O aumento na produção e nas vendas ficou mais intenso a partir de 2000, quando a montadora lançou uma linha completa e renovada de caminhões, então equipada com a atual cabine Worker. Em outubro de 2004, foi aberto o segundo turno de produção, que agora está perto da sua capacidade máxima. A liderança em vendas no mercado brasileiro de caminhões acima de cinco toneladas foi conquistada em 2003, e é mantida até hoje. Em 2007, a Volkswagen Caminhões e Ônibus produziu 47 mil unidades. A previsão é de que a marca termine o ano de 2008 com um volume próximo a 60 mil veículos – um novo recorde histórico. Para comemorar o início do processo de abertura do terceiro turno e agradecer aos empregados do Consórcio Modular pelo empenho que levou a montadora ao alto do pódio em vendas, Roberto Cortes comandou um sorteio de prêmios na cerimônia em Resende: dez microcomputadores, dez televisores de última geração e um automóvel Novo Gol zero quilômetro. O ponto alto foi a chegada do Novo Gol ao local da cerimônia, abrindo caminho na multidão que aguardava o sorteio. Mercado aquecido A decisão da Volkswagen Caminhões e Ônibus foi tomada diante de um quadro altamente favorável aos investimentos em produção. De janeiro a junho deste ano, o varejo de caminhões acima de cinco toneladas cresceu 32% em relação ao mesmo período de 2007, chegando a 58.709 unidades. Já a Volkswagen aumentou suas vendas em 36% em comparação com os seis primeiros meses do ano passado, atingindo 18.575 veículos e mantendo a liderança com 32% de participação no segmento. Nas vendas de ônibus, não é diferente. No acumulado de 2008, o mercado total aumentou 12%, chegando a 14.467 chassis. A Volkswagen cresceu 21%, atingindo 4.278 unidades e uma participação de 30%, garantindo a vice-liderança brasileira. Hoje a marca oferece 29 modelos de caminhões e oito diferentes chassis de ônibus, distribuídos pelo País por uma rede com 141 concessionários autorizados. E ainda está presente em mais de 30 países da América Latina, da África e do Oriente Médio.