Detalhe 13.04.2016

“Vire a Chave”: MAN Latin America está pronta para uma nova fase

A MAN Latin America, fabricante dos veículos comerciais das marcas Volkswagen e MAN, apresenta em primeira mão à imprensa brasileira as ações que integram uma nova fase da empresa. No ano em que comemora seus 35 anos de existência e os 20 anos de inauguração de sua fábrica em Resende (RJ), a MAN Latin America lança o slogan “Vire a Chave” numa ampla campanha interna de otimismo e retomada do crescimento de seus negócios, que começou entre os colaboradores, rede de concessionários e importadores. O próximo passo é dar conhecimento a clientes e demais formadores de opinião sobre as primeiras conquistas dessa iniciativa.

“O momento é grave. A indústria de caminhões e ônibus vive a pior crise de vendas das últimas décadas. Os volumes retrocederam aos do século passado, e o mercado brasileiro encolheu em 70% desde 2011. Por isso, precisamos agir: promovemos os ajustes necessários a este novo momento, e com a parceria de todos os envolvidos em nosso modelo de negócio, renovamos nosso compromisso de oferecer produtos sob medida a mais de 30 países da América Latina e África. Queremos virar a chave para retomar o crescimento”, diz Roberto Cortes, presidente e CEO da MAN Latin America.

Só as primeiras ações na nova fase da MAN Latin America permitem falar de negócios, fechados e potenciais, de mais de 1.200 unidades. No Brasil, a busca por novos negócios vem sendo intensificada graças a novas ferramentas como o Leasing Operacional, produtos vocacionais e sob medida, além de mais foco no agronegócio. Lá fora, a África ainda oferece oportunidades em países como Nigéria e Angola, com possibilidades de expansão rumo ao oeste do continente. No mercado mexicano, mais maduro, aumenta a procura pelos produtos Volkswagen e MAN.

Com R$ 400 milhões a serem investidos no Brasil até 2017 (parte dos R$ 1 bilhão confirmados a partir do ano de 2012), a montadora segue trabalhando no desenvolvimento de novos produtos, destinados a nichos inexplorados do mercado. E já tem pronto um cronograma de entrega de obras para dinamizar seu parque industrial e assistência pós-vendas. Ainda em 2016, estão previstas as entregas da primeira pista de testes de rodagem do Grupo Volkswagen na América Latina e do primeiro dinamômetro para testes de motores em Resende (RJ), e do novo Centro de Treinamento para a qualificação da rede e de clientes em São Bernardo do Campo (SP).

Entre as novidades em sua estrutura, Leandro Siqueira é o novo diretor de Desenvolvimento do Produto e Gerenciamento de Portfólio. Ele substitui Gastão Rachou, que se aposenta após participar de importantes projetos da MAN Latin America. Na área de Vendas, Marketing e Pós-Vendas, Antonio Cammarosano passa a cuidar exclusivamente dos negócios de caminhões Volkswagen e MAN, enquanto Jorge Carrer é agora o responsável por vendas de chassis de ônibus Volksbus, ambos se reportando diretamente a Ricardo Alouche. Na área de Vendas para mercados internacionais, Luciano Cafure é o novo executivo, que se reporta a Marcos Forgioni. O objetivo de todas essas mudanças é agilizar processos e concentrar-se ainda mais nas necessidades e desejos do cliente final.

Sob Medida: o DNA da MAN Latin America

Produtos, modalidades de venda e atendimento MAN Latin America são sempre pautados no slogan Menos você não quer, mais você não precisa. Por isso, a fabricante dos veículos comerciais MAN e Volkswagen está atenta a novas demandas de mercado, nichos e soluções, de modo a oferecer excelência e pioneirismo de ponta a ponta.

Leasing Operacional registra mais de 100 intenções de compra

A MAN Latin America foi a primeira montadora do país a oferecer a opção de leasing operacional para seus veículos. O pioneirismo foi bem aceito pelo cliente, tanto que a modalidade de negócio já registra mais de 100 intenções de compra da linha MAN TGX. Metade das unidades negociadas já foi entregue.

Oferecida em parceria com o Banco Volkswagen, a modalidade oferece vantagens atrativas na aquisição do veículo, como parcelas financeiras mensais até 30% inferiores às do Finame e sem a exigência de um valor de entrada, com uma prestação mensal fixa até o fim do contrato.

Além disso, no pagamento mensal estão inclusas a manutenção completa — corretiva e preventiva —, telemetria, que inclui rastreamento e controle sobre a frota, e os custos com documentação, emplacamento e IPVA.

Seguindo o conceito da MAN Latin America de que “menos você não quer, mais você não precisa”, o cliente pode customizar seu pacote de manutenção e de telemetria, adequando às necessidades de sua operação.

Os líderes preferem Volkswagen: entregas para a Coca-Cola

Coca-Cola Andina Brasil aposta em caminhões da marca

A fabricante dos produtos das marcas Coca-Cola nos estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo e São Paulo amplia sua distribuição com a aquisição de 45 novos cavalos-mecânicos Volkswagen.

O investimento se dividirá entre 40 unidades do Constellation 25.420 e outras cinco do modelo Constellation 26.420. Em sua rota diária, esses caminhões Volkswagen vão transportar as bebidas das fábricas da Coca-Cola Andina Brasil até seus centros de distribuição.

Todos os modelos são cabine leito com teto alto para maior espaço interno aos motoristas, o que propicia maior conforto. Os novos veículos receberam modificações especiais para atender às necessidades da Coca-Cola Andina Brasil, com o encurtamento de entre-eixos, instalação de defletor e rodoar.

A MAN Latin America e o Grupo Andina têm uma parceria de mais de cinco anos e o relacionamento bem-sucedido se reverte em números. Os cerca de 700 caminhões de sua frota própria são da marca Volkswagen.

Na Argentina, Coca-Cola Femsa também investe em caminhões VW

A Coca-Cola Femsa adquiriu 33 caminhões Volkswagen para sua operação de entrega urbana de bebidas da marca na Argentina. As unidades, comercializadas nos últimos meses, chegam para renovar a frota da fabricante no país.

Grandes negócios com MAN TGX e sua versão modificada Crossover

A Risa, empresa que atua na área de agronegócio e fertilizantes, adquiriu 50 unidades do extrapesado MAN TGX 29.440 implementados com a composição tritrem. As primeiras unidades acabam de ser entregues e atuarão em Balsas (MA) transportando soja e milho para exportação.

Outra grande negociação recente foi realizada com a Eldorado Brasil: são nada menos que 70 unidades do MAN TGX 29.440 6x4 com a configuração Crossover. Destinado a aplicações mistas, que demandam rodagem em rodovias e trechos off-road, o TGX Crossover alia a confiabilidade e robustez dos cavalos-mecânicos MAN às demandas específicas dos setores madeireiro e canavieiro.

Modificadas pelo BMB, centro de customização dos veículos da marca, as unidades que recebem a denominação Crossover seguem a configuração original de um TGX, mas recebem alterações específicas, tais como elevação na suspensão dianteira e traseira, troca da quinta roda e instalação de um kit que engloba componentes como protetores de farol, suportes especiais de amortecedores, entre outros.

Dentre as empresas que apostaram na novidade sob medida está a BBM Logística, que transporta toras de madeira reflorestada do campo até a fábrica de seu cliente. A empresa conta com 18 veículos em operação e já fechou a compra de mais dez.

A internacionalização ganha novo fôlego

A MAN Latin America embarca seu know-how sob medida também a mercados, com estratégias diferenciadas para conquistar clientes das mais diversas aplicações, com destaque para a África.

A partir do segundo semestre deste ano, kits de caminhões Worker fabricados em Resende serão montados na Nigéria, em linha de produção concebida em parceria com a Leventis, importadora oficial naquele país. Graças a acordos de livre comércio na região do oeste africano, o potencial de mercado anual poderá chegar a 400 unidades, segundo estudos iniciais.

Angola também é destino certo para as exportações da MAN Latin America: 117 veículos, sendo 84 caminhões e 33 ônibus, acabam de embarcar.

De volta à América, o México também registra bons resultados: a MAN Latin America fechou o primeiro trimestre com volume de 419 caminhões e ônibus vendidos, alta de 36% na comparação com o mesmo período do ano passado. De olho na excelência em pós-vendas, a rede está em plena expansão: três concessionários acabam de ser nomeados e mais quatro casas devem ser inauguradas até o fim deste ano.

O cronograma de grandes obras no Rio e em São Paulo

Nos próximos meses, a MAN Latin America concluirá importantes obras para expansão das atividades de seu parque industrial e também de suas áreas de qualificação para assistência técnica e comercial. Ainda neste semestre, entrará em operação o maior campo de provas do Grupo Volkswagen na América do Sul. Já para o segundo semestre, estão previstas as entregas do primeiro laboratório de bancada dinanométrica da montadora, já com planos de expansão, e do novo centro de treinamento para capacitação da rede e de clientes.

O primeiro campo de provas para veículos comerciais na América do Sul

A partir de maio, os caminhões e ônibus Volkswagen e MAN estarão em teste no mais novo investimento concluído da MAN Latin America: o primeiro campo de provas projetado e construído para testes de veículos comerciais do Grupo VW na América do Sul. Localizado na fábrica da montadora, em Resende (RJ), o empreendimento conta com avançada estrutura desenhada especialmente para avaliar diversos aspectos de veículos pesados, em cerca de 35.500 metros quadrados.

O objetivo é criar um ambiente controlado para que se possa garantir a reprodutibilidade das condições dos testes. Ao todo, serão 19 diferentes eventos — que consideram, por exemplo, pavimentos especiais e rampas — aos quais os caminhões e ônibus serão submetidos para colocar à prova o veículo, com o objetivo de certificar e validar componentes como trem de força, sistemas de freio e direção, suspensão e chassi.

Também será possível desenvolver e homologar veículos quanto ao nível de ruído externo em uma pista com certificação internacional conforme a ISO 10.844. O campo de provas vai permitir ainda confirmar o desempenho estrutural em diferentes pisos, bem como averiguar a capacidade de vencer rampas. Haverá, inclusive, eventos específicos para veículos militares.

Trilhos de trem, paralelepípedos, pedras de rio, ondulações, lombadas, depressões, buracos e emendas irregulares entre pistas estão entre as condições de pavimento do campo da MAN Latin America. Os avaliadores poderão simular mau uso e desempenho em curvas de impacto, além de pisos que causem uma extrema torção do chassi. O espaço prevê também uma área livre para avaliações dinâmicas.

Uma espessa camada de mais de 20 centímetros de concreto, associada à utilização de malhas de aço e fibras de polímero, assegura a robustez necessária para a continuidade das condições de todos os pavimentos especiais do campo de provas, no longo prazo. Todo o projeto segue normas internacionais para esse tipo de teste e certificação. As normas brasileiras de pavimentação também foram adotadas como padrão para a construção do empreendimento.

Ao longo de toda a extensão do campo de provas, foram projetados sistemas para captação da água da chuva, com separação de outros elementos, para eliminar qualquer possibilidade de contaminação do solo.

Motores MAN serão homologados no Brasil

Está em fase final de construção na fábrica da MAN Latin America, em Resende (RJ), um novo laboratório de testes de motores em bancada dinanométrica de última geração. Além da homologação para novas potências e torques, o empreendimento vai possibilitar projetos de motorizações no próprio país. O investimento está em linha com a estratégia da montadora de ter no Brasil seu centro mundial de desenvolvimento de caminhões e ônibus Volkswagen.

Com previsão para o segundo semestre de 2016, a instalação desse laboratório no Brasil vai proporcionar, além de um grande salto tecnológico, uma redução de aproximadamente 50% no tempo e nos custos para o desenvolvimento de novos projetos ou modificações em motores.

Equipada com alta tecnologia e grande nível de automação, a estrutura da bancada dinanométrica permite até mesmo sincronia eletrônica com os procedimentos e sistemas utilizados nas unidades MAN na Europa, devido, principalmente, à padronização dos equipamentos utilizados.

Deste modo, com o objetivo de se atingir um nível de excelência funcional, os motores MAN passarão por diversas avaliações nesse ambiente de extremo controle das variáveis internas e externas, garantido pelo laboratório. Medições de torque, potência, nível de emissões, rejeições térmicas, consumos de ar, combustíveis e óleo lubrificante estão entre os aspectos abrangidos pela bancada.

Preparado para os padrões atuais e também as tendências futuras, o laboratório, entre seus diferenciais, pode operar com até quatro diferentes combustíveis, além do GNV, contemplando inclusive avaliação de diferentes opções de combustíveis alternativos.

Novo centro de treinamento aumenta oferta para qualificação da rede e de clientes

Com mais de cinco mil metros quadrados de área construída, o novo centro de treinamento da MAN Latin America vai ampliar a oferta de qualificação da montadora aos profissionais de sua rede de concessionárias e clientes de toda a América Latina e África. O espaço garante estrutura completa para capacitações técnicas, comerciais e administrativas.

Sua localização estratégica, em São Bernardo do Campo (SP), contribui para a proximidade com os públicos atendidos. Sua inauguração se dará por fases. Quando estiver totalmente finalizado, será um dos maiores do país com mais de dez salas técnicas com capacidade para receber veículos pesados, além de ferramentaria e biblioteca. Haverá ainda amplo auditório e a obra prevê um espaço confinado para estudos de veículos em desenvolvimento.

Estrutura mais ágil e focada no cliente final

A MAN Latin America aposta nos jovens talentos para os novos desafios de um mercado mais retraído, altamente competitivo e exigente. Por isso, acaba de nomear executivos com bagagem na empresa para assumir a tarefa de tornar mais ágil o atendimento ao cliente final.

Leandro Siqueira, diretor de Desenvolvimento do Produto e Gerenciamento de Portfólio

Com passagens pelas áreas de Engenharia e Qualidade, é graduado e possui mestrado em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. É especialista em Engenharia Automotiva pela Universidade de Michigan, nos EUA, e tem MBA pela Fundação Getúlio Vargas. Atualmente é doutorando em Negócios pela Universidade de Manchester, na Inglaterra. Ingressou em 1996 na Volkswagen Caminhões e Ônibus, na área de Projetos, e recentemente ocupava o cargo de diretor de Qualidade Assegurada.

Antonio Cammarosano, diretor de Vendas de Caminhões

Formado em Engenharia de Produção pela Faculdade de Engenharia Industrial (FEI), é pós-graduado em Marketing pela ESPM e tem especialização em Marketing Industrial e Administração de Negócios pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Começou em 1998 como consultor de Vendas na operação de vendas nacionais da Volkswagen Caminhões e Ônibus. Especialista na área de Vendas, ocupou cargos de gerente regional e gerente de Vendas Especiais de Ônibus, até assumir a diretoria Nacional de Vendas de Caminhões e Ônibus.

Jorge Carrer, gerente executivo de Vendas e Ônibus

Formado em Engenharia Mecânica na Universidade Mackenzie, é pós-graduado em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Ingressou como estagiário na Volkswagen Caminhões e Ônibus em 1997 e, desde então, passou pelas áreas de Serviços e Assistência Técnica e Vendas, tendo morado por dois anos no México, onde foi supervisor de Vendas de Caminhões e Ônibus.

Luciano Cafure, gerente executivo de Vendas para Mercados Internacionais

Formado em Engenharia Mecânica Automobilística pela FEI, foi responsável dentro da área de Desenvolvimento do Produto inicialmente pela Plataforma Ônibus e, posteriormente, de Caminhões. Recentemente assumiu como responsabilidade a área de Vendas para os mercados internacionais.

2016: trinta e cinco anos de operações, 20 anos da fábrica de Resende

Mais de 850 mil caminhões e ônibus Volkswagen e MAN já conquistaram estradas de 30 países, produzidos pela MAN Latin America ao longo de seus 35 anos de história bem-sucedida. Entre as conquistas dessa trajetória, a inauguração da fábrica de Resende (RJ) completa 20 anos em 2016, mantendo-se à frente com um sistema de produção inovador — conhecido como Consórcio Modular — e sendo responsável por cerca de 720 mil veículos que alcançaram a preferência de frotistas de todo o mundo.

Outra referência é a fábrica no México, localizada em Querétaro e responsável pela montagem de mais de dez modelos de caminhões e ônibus Volkswagen. No continente africano, são produzidos veículos com direção do lado direito, a partir de kits enviados de Resende, há mais de uma década, ultrapassando a marca de três mil unidades fabricadas na África do Sul.

No front com os clientes, uma extensa rede de concessionários e importadores garante o sucesso do atendimento de vendas e pós-vendas em todos os mercados que a MAN Latin America atua. Modernas instalações e profissionais altamente capacitados fazem a diferença para a satisfação de frotistas de todo o mundo.

Fotos em alta resolução estão disponíveis para download em:

http://malagrine.com.br/bancodeimagens/

Login: vireachave

Senha: manla



 


Fotos relacionadas